top of page

Pepa é demitido pelo Cruzeiro


Pepa não é mais treinador do Cruzeiro. O português não resistiu à sequência sem vitórias no Campeonato Brasileiro e foi desligado do clube. O anúncio oficial foi feito nesta terça-feira. A diretoria do Cruzeiro fez diversas reuniões ao longo da segunda-feira, no retorno da delegação a Belo Horizonte, após derrota por 3 a 0 para o Grêmio. Nesta terça, reuniu-se com a comissão técnica portuguesa e comunicou o fim do trabalho.

Com Pepa, saem também os outros quatro profissionais portugueses que chegaram à Toca junto dele: Samuel Correia, Pedro Oliveira, Pedro Azevedo e Hugo Silva. O novo comandante ainda não foi anunciado pela diretoria, o que deve ocorrer nos próximos dias. Até lá, os trabalhos na Toca da Raposa serão comandados por Fernando Seabra, técnico do sub-20, e Vinícius Rovaris.

O próximo compromisso será no domingo, contra o Bragantino, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois da partida, o novo comandante terá dez dias para trabalhar com o elenco até o compromisso seguinte, contra o Fluminense.

Pepa foi contratado pelo Cruzeiro para substituir Paulo Pezzolano, campeão com o clube da Série B de 2022. O treinador uruguaio demonstrou desejo de sair e acumulou resultados ruins no Campeonato Mineiro de 2023. O treinador português assumiu o clube no hiato entre a desclassificação do Campeonato Mineiro e o início do Campeonato Brasileiro. Pepa conseguiu organizar o time num primeiro momento e, no início do Brasileiro, uma arrancada, com três vitórias em quatro jogos, que fizeram o Cruzeiro brigar pelas primeiras posições.

Entretanto, o time não conseguiu manter o mesmo ritmo com o decorrer do Campeonato Brasileiro e foi descendo na tabela. Pepa também acumulou desfalques neste período, com as lesões de Ramiro e Rafael Bilu, além do afastamento e saída do volante Richard.

Com a janela de transferências, recebeu sete reforços: o zagueiro João Marcelo, o lateral Palacios, o volante Lucas Silva, o meia Matheus Pereira e os atacantes Paulo Vitor, Rafael Elias e Arthur Gomes. Mesmo com os reforços, não conseguiu bom aproveitamento. Ao todo, o treinador comandou o Cruzeiro em 25 partidas. Foram sete vitórias, oito empates e 10 derrotas. O aproveitamento do treinador foi de 38%. FONTE: ge.globo

FOTO: Maxi Franzoi/AGIF

5 visualizações

Comments


Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png
bottom of page