top of page

Governador avalia impacto das chuvas em Santa Catarina


O governador Jorginho Mello foi à sede da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil (SDC), em Florianópolis, neste sábado (18), para avaliar a situação das chuvas que, mais uma vez, afetam Santa Catarina. De acordo com o relatório emitido pela Defesa Civil, desde o dia 14 de novembro, 62 municípios registraram ocorrências relacionadas com fortes chuvas, temporais, inundações, vendavais, alagamentos, granizo e enxurradas. A região Oeste continua sendo a mais impactada. Até o momento, como consequência das fortes chuvas, ocorreram três óbitos, sendo duas mulheres, no município de Taió, no dia 16 de novembro, e um homem em Palmitos, na noite desta sexta-feira (17). Uma pessoa está desaparecida em Praia Grande. Ainda há informações de ocorrências que ainda não foram reportadas para a SDC, pois as equipes técnicas estão em atendimento nos municípios. Em decorrência das fortes chuvas, 64 municípios estão em situação de emergência, sendo oito em estado de calamidade pública: Rio do Sul, Rio do Oeste, Vidal Ramos, Pouso Redondo, Trombudo Central, Agrolândia, Botuverá e São João Batista. Os municípios com maiores volumes acumulados de chuva nas últimas 72h são Agrolândia (339.5 mm), Aurora (333.1 mm), Trombudo Central (320.7 mm) e Ituporanga (316.0 mm). Nessas cidades, nas últimas 72h, choveu mais do que o dobro esperado pela climatologia em novembro. É importante ressaltar que as previsões do tempo podem sofrer alterações, e precisam ser acompanhadas diariamente. Os órgãos seguem em monitoramento constante das condições meteorológicas e hidrológicas no estado de Santa Catarina e recomendamos sempre acompanhar diariamente a previsão do tempo e os avisos e alertas emitidos por fontes oficiais. O governador falou da reunião, do impactos das chuvas que foram além do esperado e da busca de recursos para ajudar os municípios atingidos.



Fonte/foto: SeCOM/SC - Foto: CBMSC

26 visualizações

Comments


Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png
bottom of page