Galo vence o Boca nos pênaltis e vai ás quartas da Libertadores


O herói tem nome: Everson. No momento de maior tensão, ele levou o Atlético-MG às quartas de final da Libertadores. Defendeu duas cobranças e ainda converteu sua batida na disputa por pênaltis contra o Boca Juniors, no Mineirão. Por 3 a 1, deu Galo na marca da cal, depois de um 0 a 0 (mesmo placar da partida de ida) com muitas dificuldades das duas equipes para criar no tempo regulamentar. Mas, quando falta inspiração, é preciso recorrer à transpiração. E foi mais uma vez na base da emoção que o Atlético brilhou na Libertadores.


VAR e muito empurra-empurra


No lance revisado pelo VAR, muita discussão, empurra-empurra, ofensas. Uma aglomeração de jogadores, integrantes das comissões técnicas, seguranças. Tudo começou quando o ex-goleiro Victor (hoje gerente do Atlético) tentou impedir que os atletas do Boca pressionassem a revisão no monitor do VAR. O ídolo atleticano acabou expulso, juntamente com um membro da comissão técnica da equipe argentina.


Penalidades


Começou com Hulk mandando na trave. Rojo marcou. Drama no Mineirão. Nacho fez o dele. Apareceu Everson para defender a primeira, no chute de Villa. Alonso converteu. Everson, de novo, pegou, agora na batida de Rolón. A tensão voltou com Hyoran, que escorregou e mandou por cima. Mas Izquierdoz também isolou. E coube a Everson, que durante toda a disputa colocava um terço na linha do gol, cobrar, marcar e levar o Atlético às quartas de final.


Confusão nos corredores do Mineirão


Após classificação do Galo às quartas de final Libertadores, o clima de revolta tomou conta da delegação argentina, que parte para cima de seguranças e membros da comissão do Atlético, além de staff do estádio Mineirão. Os jogadores do Boca tentaram invadir o vestiário atleticano, onde os árbitros buscaram proteção, de acordo com o presidente Sérgio Coelho.


De olho no rival


O adversário do Atlético nas quartas de final sairá do duelo entre River Plate e Argentinos Juniors, que se enfrentam nesta quarta-feira, no Monumental de Nuñez. O jogo de ida, no estádio Diego Armando Maradona, ficou 1 a 1.


R$ 7,6 milhões em caixa


O Galo, além da vaga nas quartas de final (para enfrentar River Plate ou Argentinos Juniors), levou uma bolada de R$ 7,6 milhões em premiação. Os dois times já haviam faturado R$ 20 milhões em prêmios na fase anterior.



FONTE: Globoesporte.com

FOTO: Staff Images / CONMEBOL

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png