Cunhataí: Agricultor é condenado por matar produtor rural


Um agricultor de Cunhataí foi condenado a pagar 16 anos de prisão por ter matado outro produtor rural com um tiro na cabeça. O motivo teria sido uma dívida no valor de R$ 1,5 mil. Segundo o Ministério Público de Santa Catarina, a vítima trabalhava em sua propriedade rural quando foi surpreendida com o disparo e não teve chances de se defender.


O Conselho de Sentença formado por homens e mulheres da comarca de São Carlos, considerou o motivo do homicídio fútil. A sentença foi fixada em 16 anos de reclusão em regime inicial fechado, mas o réu poderá recorrer em liberdade, pois esteve solto durante todo o processo. Atuou no Tribunal do Júri o Promotor de Justiça Bruno Vieira.


O crime ocorreu em 26 de novembro de 2016. Naquela manhã, segundo a denúncia do Ministério Público, o agricultor foi até a propriedade rural da vítima, que estava trabalhando no curral.


O acusado pretendia cobrar a dívida que afirmava ainda não ter sido quitada, mas a vítima garantiu a ele que já havia feito o pagamento. Ao ouvir a resposta, o acusado sacou de seu revólver e sem qualquer aviso atirou contra a vítima, que foi atingida no olho direito e morreu devido ao ferimento.




Fonte: TJSC/ND Mais

658 visualizações
Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png