Chapecó: Mais de 300 médicos paralisam atividades e cobram atrasados


Com os direitos trabalhistas atrasados há meses, cerca de 350 médicos do Hospital Regional do Oeste e Hospital da Criança, ambos localizados em Chapecó, decidiram paralisar as cirurgias e consultas médicas eletivas que estavam agendadas. A paralisação ocorre a partir desta segunda-feira (20).


As unidades de saúde localizadas na maior cidade do Oeste de Santa Catarina passam a contar apenas com os atendimentos de urgência e emergência, por tempo indeterminado.


Os médicos prometem encerrar paralisação, apenas quando os valores em atrasado forem pagos. Alguns profissionais decidiram até pedir demissão dos cargos por conta da situação.


Conforme o hospital, os pacientes que tinham consultas agendadas serão avisados dos cancelamentos pelo Núcleo Interno de Regulação.




Fonte/foto: ND Mais

8 visualizações
Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png