Chapecó: Homem que se travestiu de mulher para cometer crime é preso


Um homem, de 23 anos, foi preso nesta quinta-feira (17), por um crime de roubo, na rua Lisboa, no bairro Passo dos Fortes, próximo a 2ª Delegacia de Polícia de Chapecó (SC). Conforme a Polícia Civil, na oportunidade, a vítima conseguiu notar que foi roubada, por ‘pessoas travestidas de mulher’.


A prisão do homem aconteceu através da Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos e Furtos de Chapecó. O homem, de 23 anos, é venezuelano, mas já está no Brasil há dois anos. Além de ser o autor de um roubo no dia 23 de janeiro de 2022, ele também é investigado pela Polícia Civil, por ter praticado diversos furtos no período de outubro de 2021 a janeiro de 2022.


No dia 23 de janeiro de 2022, por volta das 23h30, na rua Lisboa, bairro Passo dos Fortes ocorreu um roubo. A vítima do crime informou que transitava pela via quando foi interceptado por vários indivíduos, que mediante a ameaças, o fizeram parar o veículo. Assim que parou o carro, ele foi cercado e obrigado a entregar um aparelho celular e uma carteira contendo documentos e cerca de R$400,00 em dinheiro.


Para a Polícia Civil, a vítima disse que não conseguiu identificar os suspeitos, porque estava escuro, mas pôde notar que eram pessoas travestidas de mulher e com “aparência de ser venezuelanos”.


Assim que chegou ao conhecimento da autoridade policial foi determinado que se empreendessem diligências no intuito de localizar e identificar os indivíduos, autores dos fatos. A vítima foi ouvida na Delegacia e após trabalho de campo, os policiais conseguiram identificar um dos suspeitos. A autoridade policial representou pela prisão preventiva do indivíduo e também por busca e apreensão em sua residência, tendo o Ministério Público se manifestado favorável. Em seguida, o Poder Judiciário decretou a prisão preventiva do suspeito, bem como determinou a expedição do mandado de busca e apreensão.


Nesta quinta-feira foi dado cumprimento ao mandado de prisão, bem como o mandado de busca e apreensão na residência do indivíduo, sendo que que nada de ilícito foi encontrado em sua residência. O homem foi encaminhado à Delegacia de Polícia e interrogado em quatro procedimentos policiais.


Logo depois, o suspeito foi encaminhado ao Instituto Geral de Perícias (IGP), para realização do exame de corpo de delito e em seguida foi encaminhado ao Sistema Prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. O inquérito policial será concluído dentro do prazo legal e encaminhado ao Poder Judiciário.


Fonte/foto ilustrativa: ClicRDC

322 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png