Câmara rejeita PEC do voto impresso. Veja como votaram os catarinenses


O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, por 229 votos favoráveis, 218 contrários e uma abstenção, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19, que torna obrigatório o voto impresso. Para que fosse aprovada, a PEC precisava de, no mínimo, 308 votos em dois turnos de votação. A matéria será arquivada.


Todos os partidos de oposição votaram contra a proposta. Em SC dos 16 deputados federais, dois foram contrários.


Ao defender a proposta, a autora do texto, deputada Bia Kicis, argumentou que o sistema atual não permite ao eleitor verificar se o voto foi corretamente computado pela urna. A proposta que previa o voto impresso foi derrubada em comissão especial na sexta-feira (6), por 22 votos a 11.


No entanto, por considerar que os colegiados não são conclusivos, Arthur Lira decidiu colocar a proposta em votação pelo plenário. Na ocasião, o presidente da Casa, argumentou a disputa em torno do tema “já tem ido longe demais”.



Veja como cada Deputado catarinense votou;


Pedro Uczai (PT) – Votou contra a PEC

Angela Amin (PP) –Votou contra a PEC

Caroline de Toni (PSL) – Votou a favor da PEC

Daniel Freitas (PSL) – Votou a favor da PEC

Coronel Armando (PSL) – Votou a favor da PEC

Celso Maldaner (MDB) – Votou a favor da PEC

Rodrigo Coelho (PSB) – Votou a favor da PEC

Darci de Matos (PSD) – Votou a favor da PEC

Carlos Chiodini (MDB) – Votou a favor da PEC

Carmen Zanotto (Cidadania) – Votou a favor da PEC

Geovânia de Sá (PSDB) – Votou a favor da PEC

Ricardo Guidi (PSD) – Votou a favor da PEC

Fábio Schiochet (PSL) – Votou a favor da PEC

Gilson Marques (Novo) – Votou a favor da PEC

Helio Costa (Republicanos) – Votou a favor da PEC

Rogério Peninha (MDB) – Votou a favor da PEC




Fonte/foto: Agência Brasil/ClicRDC

122 visualizações
Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png