Brasil: Geração de empregos, piso aos professores e crédito aos caminhoneiros são destaques


Esta semana foi marcada pelo início do Ano Legislativo e o Presidente Jair Bolsonaro (foto) participou da cerimônia de abertura dos trabalhos no Congresso Nacional, na última quarta-feira (02).




Na economia, o destaque ficou por conta da geração de 2,7 milhões de empregos com carteira assinada no ano passado. Outro dado importante foi registrado no setor portuário brasileiro, que bateu um novo recorde de movimentação de carga em 2021.


Foram 1,21 bilhão de toneladas transportadas. Ainda na área de logística, o Governo Federal lançou uma linha de crédito que beneficia caminhoneiros autônomos.


Na educação, o Presidente Jair Bolsonaro assinou portaria que estabelece o novo valor do piso dos professores, que passa a ser de R$ 3.845,63.



Veja mais;


Portaria do Piso dos Professores


E a partir deste ano, os professores da educação básica vão contar com salário mais alto. Nesta sexta-feira (04/02), o Presidente Jair Bolsonaro assinou portaria que estabelece o novo valor do Piso Salarial Profissional Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação Básica. O piso da categoria para 2022 será de R$ 3.845,63.


Na cerimônia, no Palácio do Planalto, também foram lançados dois editais com 168 mil vagas em cursos de formação para professores.


O reajuste de 33,24% é a maior correção salarial concedida à categoria desde o surgimento da Lei do Piso, em 2008. Um total de 1.726.099 docentes terão direito ao novo piso, de acordo com o Ministério da Educação.



Linha de crédito Giro Caixa Transportes


Ainda nesta sexta-feira (04), o Presidente Jair Bolsonaro participou do lançamento da linha de crédito Giro Caixa Transportes, que beneficia caminhoneiros autônomos. A nova linha antecipa o pagamento de custos de frete com taxas de juros a partir de 1,99% ao mês. O recurso é depositado diretamente na conta dos caminhoneiros com até 120 dias de antecedência.


A medida traz ganhos financeiros aos caminhoneiros e desburocratiza o serviço.

Até agora, os transportadores autônomos que pegavam recursos antecipados, para cobrir as despesas durante o transporte, pagavam juros entre 10% e 20% ao mês e agora terão taxas mais baixas. A estimativa é que 1,5 milhão de pessoas sejam beneficiadas com a nova linha de crédito.



Fonte: Site gov.br

8 visualizações
Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png