Agente faz alerta após Águas de Chapecó entrar em epidemia de Dengue


Em entrevista a Tropical FM na manhã desta terça-feira (17), participou a Agente de Endemias de Águas de Chapecó, Andrize Perosso (foto). Em pauta, os números que deixaram o município em situação de epidemia de Dengue.


Decreto na íntegra;


DECRETO Nº 055- 2022 - SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA - DENGUE
.pdf
Download PDF • 1.87MB

Na reportagem, a agente destacou os 49 casos positivos, que deixam o município em alerta, agora com maior atenção do Estado, mas que mesmo assim, munícipes devem fazer a sua parte, e eliminar locais com acumulo de água.


A meta segue sendo a eliminação do mosquito transmissor da doença. Além dos 49 positivos, Águas de Chapecó tem atualmente 67 focos e 14 exames aguardando resultado, conforme tabela abaixo;


Andrize ainda falou do aumento da demanda no atendimento junto as Unidades de Saúde, e que culminam na demora, já que pessoas com sintomas estão orientadas a procurar a UBS. Junto a Dengue, os sintomas da gripe e do aumento dos casos de Covid19.


Aliás ela afirmou que o município efetuou a compra de testes rápidos, mas que existe um procedimento a ser seguido. Durante a entrevista, a agente de endemias aguense ainda falou sobre a situação da região central, que mais preocupa, conforme último levantamento.


Nesta segunda-feira inclusive, todos os bairros receberam a operação de Ultra Baixo Volume, que são feitos para bloqueio em locais que possuem casos identificados.


Por fim, ela voltou a alertar para limpeza de casa e lotes, e o recebimento das equipes durante vistorias, sejam equipes da Vigilância Sanitária e Endemias, como as Agentes de Saúde. Águas de Chapecó possui 30 pontos de monitoramento contínuo, entre armadilhas e pontos de coleta.



Assista na íntegra;


Tropical FM/EC

37 visualizações
Whatsapp-Icon-PNG-300x300.png